segunda-feira, fevereiro 18, 2008

A COISA e eu

*(CRÔNICA)

Estava ali sentada. Jornal em punho. Ao meu lado - o esquerdo - uma mulher espaçosa encostava sua coxa a minha. Embora, por impulso, eu tentasse fugir daquele encontro "pernal" não tinha, em verdade, para onde ir - a não ser que outro lugar estivesse vago, o que não ocorria no momento. Contentei-me, então, com o fato de poder, ali, ler o periódico a procura de aberrações editoriais ou histórias mirabolantes. Distraída, em meio aquela junção de frases e imagens, nem percebi que algo se aproximava. Quando vi, a COISA já estava tocando minha face. Foram apenas alguns segundos, mas que pareciam passar em câmera lenta. A COISA era robusta, pesada e possuía uma ponta em cada extremidade do seu corpo retangular e ocre. Parte daquela protuberância tocou meu rosto com a sutileza dos javalis. Por pouco, muito pouco, não tive os olhos perfurados naquele encontro ingrato. São raros os pedidos de desculpa neste ambiente único - no qual as leis da física são ignoradas e dois corpos podem, sim, ocupar o mesmo espaço - e, claro, ele não foi usado aqui. Sem muito o que fazer, apenas coloquei as mãos no rosto para atestar minha sanidade epidérmica. Estava tudo bem. Voltei-me a minha leitura, desconhecendo, porém, que havia semelhantes da COISA no ambiente. E que eles passariam por mim, com maior ou menor intensidade de impacto. Pretas, marrons, vermelhas. De pelica, couro, ou plástico. Redondas, ovais ou quadradas, sua forma não é relevante, seus portadores - homens e mulheres displicentes - sim. Afinal, as carregam com tal empáfia que parecem desejar que nós - os outros - nos curvemos ao primeiro indício de sua passagem. Só assim teremos a possibilidade de fugir do nocaute.

* Escrita em março de 2006

10 comentários:

Priscila Alves disse...

Oi Ingrid, nao sei se tem cidades aqui no Canada que fale as duas linguas, acho que onde falam frances eh soh frances. Nao tenho certeza. Mas me visite sempre, bjao!

Priscila Alves disse...

Tah lindo o layout do teu blog, depois leio os ultimos posts, agora to podre de canasada, pois foi o primeiro dia de aula e trabalho por aqui! Bjao

Mariah Boratto; disse...

ooi,
achei teu blog por ai e resolvi dar uma olhada,
li a cronica, achei muito boa e infelizmente é assim mesmo u.u
vou ver se apareço aqui mais vezes, gosto de ler cronicas e etc.
se escrever algo novo, me avisa ou algo assim que apareço por aqui :)
até depois, tchaau

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

texto adorável!
Você é mesmo dada as letras menina.Muito bom mesmo.
marthacorreaonline.blogspot.com

Maldita Futebol Clube disse...

lEGAL O LAYOUT DO BLOG, BEM SACADO O TEXTO, COERNTE E COESO. tB SOU JORNALISTA, LIGADO AS LETRAS E AO RÁDIO. gOSTEI MUITO DE SUA LINEARIDADE TEXTUAL...E O BLOG É SIMPLES E GOSTOSO DE SE VISUALIZAR...PARABÉNS GATA!

Heitor Cardoso disse...

Eu sei que nao tem nada a ver, mas o post me fez lembrar de uma frase do bigodudo punk, 'aquele que pensa passa por entre os homens como por entre animais.'

beijos, e parabens!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Onde andas?
Passei para dizer olá.

zealfredo disse...

Na verdade o teu comentário está nesta postagem, até porque eu não modero comentários, raramente "censuro" algum.
Valeu a visita!

Cadinho RoCo disse...

São muitas as coisas que incomodam a gente.
Cadinho RoCo

M.E.D.T disse...

passei pra conhecer seu blog, adorei!
bjs boa semana